Escrever se torna um dos hobbies saudáveis da quarentena

É uma maneira também de registrar a história

Não é novidade que o momento atual que o mundo atravessa é também um momento histórico, sobretudo, por conta da maior pandemia do século. O novo coronavírus obrigou cada indivíduo do mundo a mudar sua rotina, ficar em casa é uma forma de sobrevivência e novos hábitos surgem. Escrever pode ser uma maneira de aliviar a tensão e ainda deixar registros sobre o período.

Cada um lida com o isolamento da maneira que consegue, a professora Cynthia Rachel Esperança, por exemplo, criou um Diário de Isolamento. Em entrevista ao Estadão ela explicou a motivação que levou ela a começar escrever. “É relatar para não surtar. Estamos vivendo um período em que não podemos fazer as coisas simples da vida. Se alguém tosse do meu lado, eu tenho vontade de chorar”, contou.

Essa ideia de fazer um diário do período é comum e tem aumentado entre as pessoas agora durante o isolamento social. A diferença é que o clássico caderno com cadeado de antigamente, hoje dá espaço para as redes sociais e sites especializados em textos.

Outra diferença entre os diários antigos aos atuais é que antigamente eles eram utilizados como uma espécie de testamento, ou seja, eram para serem lidos pós a morte. Hoje em dia não, eles são lidos e publicados para reafirmar a vida. 

Além dos diários, o isolamento social também inspira as pessoas a escreverem outros gêneros: poesia, romance, suspense, biografia, tudo vale. Quem sabe essas ideias que surgem durante a pandemia virem até livros, peças ou filmes no futuro. 

Dicas para começar a escrever

Se você se sentiu inspirado, quer começar a escrever e não sabe por onde começar, preste atenção em algumas dicas que fazem toda a diferença.

  • Boas leituras: desde a escola é comum ouvir isso, que um bom escritor também é um bom leitor. A leitura ajuda no desenvolvimento do vocabulário, bem como na inspiração de ideias. Leia desde anúncios, até livros de assuntos que você gosta.
  • Referências e inspirações: conforme você lê, desenvolve um senso crítico melhor e é capaz de identificar o que mais te agrada no sentido de qualidade. Neste caso, dê preferência a autores e fontes que têm algo em comum com o que você pretende escrever. Além disso, abra seus horizontes para outras culturas, mesmo que isso signifique consumir conteúdos em outros idiomas. 
  • Crie o hábito: coloque a produção textual na sua rotina. O ideal é reservar um período de tempo diário para escrever.
  • Seja crítico com os seus textos: depois de produzir, analise o que escreveu. Verifique a ortografia, vícios de linguagem e tudo mais que pode deixar suas produções cansativas para o leitor.
  • Faça anotações: é possível que as ideias venham em momentos que você nem imagina, na ida ao supermercado, após um sonho. Sendo assim, a estratégia é anotar para compor o texto em outro momento.
  • Faça uso de ferramentas: além do lápis, papel, caneta ou computador, conte com outros artifícios para um bom texto como dicionário e gramática.

Independentemente se você vai publicar ou não, escrever pode ser uma forma de desabafo ou de alívio do estresse. Comece logo e sinta a diferença. 

Tags: escrever hobbies qualidadedevida

Veja mais